Negritude

A cor importa

Por Nanda Evarista

No último sábado, 16, a jornalista Maria Júlia Coutinho estreou como âncora na bancada do Jornal Nacional, transmitido pela rede Globo de televisão. Maju, como é conhecida, foi a primeira mulher negra a comandar o telejornal de maior audiência, em seu horário, e uma das principais fontes de informação que o brasileiro acostumou-se a assistir. O que isso tem a ver com o título?!

Enquanto muitos comemoraram esse feito nas mídias sociais, outros tantos fizeram questão de enaltecer a competência da profissional, mas frisando que “a cor da pele não importa”.

Na verdade o fato de ser negra importa sim! Faz toda diferença para a menina negra que sonhou ser jornalista, mas achava impossível chegar a bancado do telejornal mais assistido do país, por ter a pele retinta e o cabelo crespo; importa ver que a pessoa negra também transmite credibilidade e respeito; importa ver a pele negra do outro lado da notícia, deixando de ser protagonista das pautas policiais e de vulnerabilidades sociais.

A cor da Maju representa milhares de mulheres que lutam todos os dias por reconhecimento em suas diversas áreas, e representatividade importa. Principalmente quando evidencia o abismo entre a competência e a cor da pele, uma vez que se levou mais de 40 anos para uma jornalista negra assumir a cadeira, em que jornalistas brancas sentam todos os dias. Mesmo tendo jornalistas negras com competência indiscutíveis como Glória Maria, Zileide Silva e Dulcineia Novaes, nenhuma delas teve oportunidade de ser âncora do JN.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: