“MODERNIZAÇÕES” coincidentes!

Nos últimos dias são veiculadas nos mais diversos meios de mídia local vários “avanços” e “conquistas” do governo municipal e de alguns vereadores que até o momento estavam na mais absoluta inércia.

Por Eduardo Faria

Parece que, na contramão da aventada “crise financeira”, as coisas “finalmente começam a andar” na cidade.

Será que, por trás dos bastidores tudo vai tão bem quanto pretendem que creiamos? Mais do que isso, será que a cidade começa a superar a crise que a assolou nos últimos anos?

É preciso ver além das aparências, e aí sim identificar alguns pontos muito importantes para se falar em VERDADEIRO e EFETIVO avanço na cidade. Antes de mais nada, é preciso lembrar que o ano de 2020 é ano eleitoral, e que os “políticos” da Vila do Seu Antoim precisam “mostrar serviço” pois pretendem se manter no poder.

É uma tradição local a manutenção de grupos no poder, com pequena (ou nenhuma) alternância. Seja diretamente (o filho do Fulano) ou indiretamente (apoiado pelo Fulano), podemos dizer que não houve, nos últimos anos, mudanças significativas na política local. O prejuízo causado por esse “coronelismo” disfarçado é perceptível em todas as áreas: desde a precariedade absoluta no transporte público, passando por uma infinidade de buracos nas vias e por falta de atendimento na saúde e educação básica, até a total falta de estrutura de mobilidade a cidade parece abandonada e esquecida.

Não dá para esperar posturas novas de velhas figuras, ainda que travestidas em “novas” caras.

E assim será: provarão, por A mais B que são os melhores e mais atuantes representantes, e muitos cidadãos cairão no “canto da sereia”, esquecendo-se que muitos ali são “mansos como pardais de igreja”. Para ajudar nessa (nem tão) difícil empreitada de convencer o povo, alguns “políticos” poderão contar com pessoas alocadas em cargos comissionados (aqueles que são livremente nomeados na Administração Pública, sem concurso público).

Será que este tipo de atuação é interessante para a cidade? Será que o povo quer políticos que atuem apenas “no apagar das luzes”? Não creio que possa ser interessante uma cidade que funcione de três em três anos, e no resto do tempo passe somente a “prestar homenagens à amigos”. Parece-nos que a região já não suporta mais isso. A destruição causada pela equivocada reeleição do último gestor demonstra quanto dano uma escolha equivocada pode causar. Será que a população pretende repetir o erro ou será que o erro já se tornou “GRANDE DEMAIS” para se pensar nele de forma pequena?

Para além de tudo isso: será que o que é aventado aos quatro ventos como “ótima solução”, como “avanço” para a cidade, não será apenas uma armadilha, mais um engodo, como seriam as diversas “pontes para o futuro” prometidas?

Tudo isso e muito mais será abordado nessa coluna onde você, leitor, tem a palavra! “Fale com o Padre” e que a união das falas possa produzir reflexões que permitam avanços EFETIVOS e REAIS!

Abraços e até a próxima semana!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: