Vastidão

Dy Eiterer E no vasto mundo da Primavera, voam as borboletas.Não sabem que são limitadas pelo azul,Só existem e colorem o ar.Só lá fora, onde ainda restam flores.Aqui, do lado de dentro,Sobre nossas cabeças o céu parecia desabarTudo era cinza e concretoÁgua podre, fumaça e vento.Pouca esperança sob escombrosE a força bruta se esvaindo.Onde estava... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑